Google Primer
22/05/2019

O que é?

Vamos começar falando um pouco sobre a rede em si. O Tik Tok é um aplicativo chinês de vídeos curtos e divertidos. Funciona como uma rede social de vídeos cheios de humor, permitindo que o usuário faça gravações curtas, abordando diferentes temas por meio de dublagens, com uma ampla galeria de efeitos engraçados, podendo ser compartilhado com amigos e seguidores. A melhor forma de entender é realmente baixando e estudando a plataforma.

Preciso fazer parte?

Um dos grandes pontos a favor do Tiktok é justamente a facilidade de viralizações dos vídeos. Enquanto os criadores de conteúdo e marcas muitas vezes sofrem tentando decifrar o funcionamento do algoritmo do Instagram para fazer com seu conteúdo chegue a mais pessoas e possíveis seguidores/clientes, muitos usuários do TikTok vêm seus posts alcançarem milhares de visualizações mesmo tendo poucos seguidores. Além disso, é uma rede social que ainda está no início do crescimento no Brasil – para as empresas que quiserem apostar nela, essa é a hora pois há poucas postando por lá.

No início do ano, a Nestlé fez o primeiro recrutamento da marca dentro da plataforma, no Brasil. O processo foi realizado internamente e o candidato ao posto de gerente de marketing da Nescau deveria criar um vídeo de até 60 segundos com uma música que o representasse, uma breve descrição pessoal, por que queria concorrer àquele cargo e o que poderia agregar à empresa.

A rede de restaurantes Chipotle Mexican Food tem sido apontada como um case de engajamento dentro da plataforma. No ano passado, lançou o desafio #GuacDanceChallenge, em que os consumidores tinham de dançar uma música que mencionava o abacate, um ingrediente importante na culinária mexicana.

A empresa recebeu mais de 250 mil vídeos com a hashtag em seis dias e vendeu 800 mil porções de guacamole no Dia Nacional do Abacate, durante a campanha.

No Super Bowl 2020, a marca fez uma parceria com o cantor Justin Bieber para divulgar a música nova dele, Yummy. A ideia era estimular os usuários a criar seus próprios anúncios tendo como pano de fundo a composição. O desafio chamado de TikTok Timeout impactou 95 milhões de pessoas, de acordo com a empresa.

O case da Starbucks

Um fato curioso é o case da Starbucks norte-americana, que foi apresentado na última edição da Convenção da International Franchise Association (IFA), em fevereiro. A empresa não está no TikTok, porém uma atendente da marca já tem milhões de views ensinando a fazer receitas do local. Isso está cada vez mais comum entre as companhias. Assim, a marca incentiva que a comunicação seja feita de “gente para gente”, como é a mecânica do TikTok.

A conta mencionada é de Maya, que já tem 1,5 milhão de seguidores. Ela posta vídeos sobre o dia a dia de trabalho na rede de cafeterias e também conteúdo pessoal, com desafios e músicas, como é usual na plataforma. Assim, a conta não passa a impressão de ser corporativa – mesmo que o nome de usuário dela seja @starbucksrecipeswithm e na bio conste um contato para parcerias.

O que podemos concluir?

A atuação corporativa no TikTok é completamente diferente de outras redes sociais e a a produção de conteúdo seja para onde for (blog, Instagram, Facebook, TikTok…) demanda tempo. Então é preciso colocar na balança se você conseguirá suprir essa demanda e qual o conceito seria o ideal para o aplicativo e para o seu público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *